Foice e Martelo de Ben Lewis

Classificação: 2 estrelas
“Foice & Martelo. A outra história do comunismo contada em anedotas comunistas” 
Como o título indica, a assunto é comédia em tempos sérios. De certeza que nunca pensaram neste tipo de anedotas durante as aulas de história? Eu nunca pensei em tal coisa. O livro conta várias histórias, pessoas que foram condenadas, comediantes que fugiam ou até mesmo animais que foram condenados por imitarem o cumprimento nazi.
Houve pessoas condenadas por se terem rido destas piadas.
As anedotas da Rússia eram adaptas para outros países capitalistas. As pessoas que eram apanhadas a contar anedotas deste tipo na rua, eram raramente condenadas, pois culpavam-se com o álcool, mas 60% levavam um aviso e só 22% é que iam parar à prisão. O mesmo não acontecia com os humoristas, quando a segurança os apanhava a contar anedotas propositadamente o castigo era bem maior, acabando muitas vezes em campos de concentração.
Sabiam que num circo alemão havia macacos que faziam continência a gozar com o Hitler? Acabaram por matar os pobres dos animais.
Lembro-me de um episódio da série portuguesa “Conta-me como foi” de um papagaio que gozava com o Salazar. O bicho foi apreendido pelas autoridades.
“Havia 2 tipos de humor no comunismo. Anedotas oficiosas, clandestinas, populares, anónimas, vocacionadas para descrever as falhas e os crimes do comunismo, ao passo que o humor oficial, que abrangia as revistas sátiras, o cinema e os cabarés, tentava usar a sátira para conquistar o povo”
 
Muitas das pessoas que contavam anedotas comunistas eram apoiantes do comunismo. Só as contavam para aligeirar os problemas que tinham.
 
Pontos positivos: Algumas anedotas eram do caraças…
Pontos negativos: Há capítulos muito extenso, para quem não goste de história é um pouco desagradável.

4 Comentários

  1. Os ditadores nunca tiveram muito sentido de humor… viveram tristes e tristes morreram.
    Que a terra lhes seja leve… como chumbo. eheheh

  2. Pareceu-me bem engraçado, pelo menos nas parte que colocaste aqui 🙂

  3. R: Tenho menos de 21 🙂 Tenho mesmo que experimentar o teu bolo 🙂

  4. Parece giro, adoro anedotas assim 🙂

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*