Me Time – Aprende a viver contigo mesma

Gosto de pensar que há dois tipos de pessoas –  as que recarregam a sua energia ao conviver com outras pessoas e sentem-se logo motivadas, e as que preferem estar no seu canto e manterem-se no seu silêncio ou na sua paz interior.

Há uma altura da nossa vida que conviver com os outros já não nos traz aquela satisfação ou motivação que tanto queremos. Paramos e recuamos para perceber qual o nosso problema. A nossa paciência é escassa ou nula e é nessas alturas que devemos aprender a lidar com a nossa pessoa e saber como aproveitar o nosso #metime.

A verdade é que ninguém se sente confortável com a solidão, mas há maneiras de tirarmos partido do nosso tempo pessoal. Se és daquelas pessoas que têm medo de passar tempo sozinha ou que têm receio de experimentar coisas novas, este post é para ti.      

Ler faz bem à alma. Toca a agarrar num livro e ler com uma paissagem assim

#Encontra um hobby à tua altura

A vida não pode ser só trabalho, temos de ter algo com que nos entreter. Nem todos acertamos à primeira.

Sou daquele tipo de pessoa que pensa “não sou boa em nada”, até ter tido alguém que me tocou no ombro e me disse que a minha escrita era especial. Todos somos bons em algo, sim é verdade, podemos levar algum tempo a descobrir no quê, mas quando acertamos no ponto, só temos de o aperfeiçoar e quiça tirar proveito dele.

Depois de descobrirmos qual o nosso hobbie é só perceber como funciona connosco – paixão pelo crochet, decidir ter aulas de piano ou até aulas de poledance – o que importa aqui é não desistir de procurar algo que nos encha as medidas. Há quem encontre na organização a sua paz de espírito como a Mulher que ama Organização, e há quem adore a Pastelaria como a Rita de La Dolce Rita.

Na realidade há pessoas que tornam os seus hobbies em verdadeiros negócios rentáveis, e foi através de um simples hobbie que descobriram a sua vocação.

A escrita transporta-me para mundos e fundos e saber que alguém aprecia o que para aqui escrevo é um sentimento de gratidão. Ao longo de muito tempo pensei em acabar com o blog e desistir de vez. Acontece que a escrita dá-me um certo prazer e descanso à minha pessoa. Há dias que acordo cheia de ideias, há outros que nem o Word uso.

Há tanto que a vida nos oferece que há muito que tomamos como garantido. Encontrar um hobbie não só te ajuda a descobrir novas paixões ou talentos mas também te ajuda a perceber como te podes divirtir contigo mesma e menos sozinha. #YouhaveYou

#Aposta na tua criatividade

O termo criatividade deve ser levado como um termo abstracto. Porquê? Simples! Nada é concreto quando se fala em ser criativo. Pintura, arte, cozinha, make up, escrita e podia continuar a enumerar… A criatividade nasce connosco, todos somos seres criativos e ainda bem. O que acontece é sentirmos inveja porque o outro sabe fazer e  nós não. Gostava de saber pintar e costurar, mas Guess What, sou péssima nessas duas artes, aceitei o facto e procurei algo mais adequado à minha pessoa. Pastelaria pelos vistos. Acontece que quando queremos algo feito por nós, irá ser sempre à nossa maneira e superar as nossas expectativas.

Uma das melhores maneiras para um #MeTime é apostarmos no nosso lado mais criativo. Exercitar o nosso lado mais rebelde ou pacífico. Quem sabe o nosso lado mais abstracto não nos leva para novos projectos?

Para quem me conhece bem, sabe que estes tênis são a minha pessoa…

#Know Yourself

Devia ser obrigatório, uma vez na vida, fazermos a nossa própria avaliação. Ter um momento à Daniel Oliveira e fazer o nosso #AltaDefinição. Do que gostas? O que odeias? O que te tira do sério? O que dizem os teus olhos?

Na altura que estava desempregada, parei e fiz esse exercício. Ajudou-me imenso a perceber o que quero e o que não quero como emprego. Comunicação é a minha área e cada vez mais tenho a certeza disso. Não fui feita para comercial ou trabalhar num call center.

Descobri o que me tirava do sério e comecei um diário de gratidão. Lá coloco tudo o que me passa pela cabeça. Devemos de nos perguntar o que queremos e ao que vamos. #KnowYourself ajuda-nos a crescer e saber mais sobre nós próprios. Fazer o que gostamos e deixar o que não queremos para trás. Há batalhas da vida que por vezes nem deviam de existir. Aprende a conhecer a tua pessoa, mas sobretudo, valoriza o tempo que passas contigo.

#Surpreende-te

Ainda relacionado com o ponto anterior, porque não surpreender a nossa pessoa? Há tanto por descobrir, tanto para aprender. Uma das melhores maneiras para adquirirmos novas experiências é encontrarmos novas paixões ou reviver experiências. De certeza que tens sonhos escondidos ou desejos que colocaste de lado, só porque sim. Aprender uma nova língua, aulas de dança ou trabalho voluntário podem ser ajudar a crescer como pessoa.

O melhor dos dias de hoje é que tudo nos é permitido. Basta termos um computador e internet e podemos procurar e descobrir novas paixões e talentos que jamais pensaríamos ter.

A tarte de maçã e um cappuccino no Jerónimo, arrebita a alma!

#Take Yourself out on a date

A sociedade tem um grande defeito, adora apontar o dedo às pessoas que fazem algo sozinhas. Há dias fui ao Starbucks. Sentei-me na companhia do meu livro e do meu Frappaccino de Caramelo. Quando olhei ao meu redor, percebi que era a única rapariga que se encontrava sozinha. Já me habituei a esses tipos de olhares, pois aprendi a valorizar o meu #metime. Há pessoal que não faz, porque tem medo.

Deixem de pensar em “ser coitadinhos” para “apreciar a minha companhia”. Prepara uma refeição para ti, vai até uma pastelaria. Ao início é difícil mas uma pessoa até se habitua. Podes fazer tudo o que te der na gana, se vais ao cinema és tu que escolhes, se estás com fome és tu quem escollhe. Se há pessoa a quem tem de satisfazer, é a ti própria.  Leva-te a passear e preocupa-te contigo, porque como diz o ditado “Mais vale sozinha, do que mal acompanhada.”

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*