Opinião | Onde estás, Audrey? de Sophie Kinsella

Onde estás, Audrey? de Sophie Kinsella – Audrey tem 14 anos e é vítima de bullying. No início tudo parecia uma implicância, mas as provocações foram aumentando ao ponto de Audrey ter de deixar de frequentar a escola. A situação foi-se agravando ao ponto de ela não conseguir sair mais de casa. Com a ajuda da Dra. Sarah, Audrey é diagnosticada com um transtorno de ansiedade social e episódios depressivos.

O ambiente lá de casa está ao rubro, graças ao seu irmão mais velho, Frank, que anuncia que se quer tornar gamer profissional. A mãe entra em delírio e o pai só quer que a paz volte àquela casa.

A vida da jovem Audrey muda quando conhece Linus, parceiro do jogo online de Frank. Escusado será dizer que – Love is in the air.

Sinopse da Porto Editora

Sophie Kinsella é uma das minhas autoras favoritas e das poucas que me faz rir facilmente – alguns exemplos dos seus livros mais cómicos e geniais – Surprise MeThe Undomestic GoddessCan you keep a secret – mas algo se passou com Onde estás, Audrey?

Vamos salientar uma coisa, este livro foi o seu primeiro Young Adult. Sophie está habituada a um público mais adulto e a outro tipo de temáticas. Tentou fugir ao estereótipo e é sempre de louvar quando um autor tenta fugir do seu registo. Mas a sua escrita mudou, e espero que não tenha sido pela tradução.

A história tinha tudo para ser 5 estrelas, mas a escritora perde-se e deixa algumas questões em aberto. Mas calma, o livro tem uma interação familiar muito engraçada: Frank, o irmão mais velho, viciado em jogos online e que pensa seguir carreira como gamer; Anne, a mãe lunática que a cada nova ideia, nova mania; Chris, o pai descontraído que luta pela paz lá de casa; e por último o irmão mais novo Félix, que imita os comportamentos de todos. Sophie Kinsella não se deixou fixar por um só dilema, tentou e bem, abordar vários de uma forma familiar.

Voltemos à Audrey, ela é uma jovem muito insegura que se esconde atrás de uns óculos de sol. A sua vida muda quando conhece Linus. A interação destes dois, será uma peça chave para a recuperação de Audrey, e mais não digo.  Vamos saber o que aconteceu a Audrey através da sua recuperação, mas pelo meio, toda a confusão familiar também será elementar. A dependência de jogos por parte do irmão mais velho e como a mãe reage perante esse problema – nos primeiros capítulos vão logo compreender o drama que para aí vem.  

O livro é basicamente a vida familiar e como os mesmos convivem e resolvem problemas. Onde estás, Audrey? A meu ver, é um livro para toda a família e poderia ser mais que um young adult.

6 Comentários

  1. Nunca li nada da autora, mas gosto bastante de livros que abordem essa dinâmica familiar 🙂
    Acho que o vou adicionar à lista

  2. Simple Girl

    Desconhecia, mas pareceu me ser muito interessante 🙂
    R: Agora fiquei curiosa com esse livro da Girlboss ahah

  3. Não conheço a autora, mas apesar de não 5 estrelas parece ser interessante 🙂

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*