O Musho

Um dos meus objectivos de 2020 era adoptar um gato. O Musho apareceu na minha vida quando mais precisava. No meio de tanto sofrimento ele foi e é a minha alegria.

Adoptar um gato já fazia parte dos meus planos há muito tempo, mas tomar conta de um animal de estimação requer tempo e dinheiro. Decidi que quando tivesse um trabalho fixo que iria adoptar um gato. Foi no início do ano de 2020 que anunciei cá em casa que iria concretizar o meu sonho. O meu irmão ficou radiante, pois também ele queria um gato, já a minha mãe torcia o nariz a todo custo. Mas a questão era, onde vou adoptar e como? Foi quando a Raquel me disse – A minha gata está grávida. Sabem a sensação que o cosmos se alinhou e ajudou-vos? Foi assim que me senti.  Na brincadeira até convidei a Raquel para ser a madrinha do gato e ela aceitou.

A escolha do nome foi fácil, quer dizer, ainda estivemos na dúvida algum tempo. Uma coisa era certa, estavam proibidos nomes próprios. Eram dois nomes dos quais gostávamos muito mas que teríamos de decidir a todo o custo – Musho ou Freddie? Todos os animais de estimação que tivemos tinham nomes relacionados com eles – Sabonete, Pateta e Fadista (é de salientar que estes nomes foram dos 3 cães que tivemos e sim este é o nosso 1º gato).

Foi a 3 de Agosto que o Musho chegou cá a casa, ficou assim batizado em homenagem ao grande guardião das almas perdidas, o destemido, o apetecível, o indestrutível  Musho.  Sim, o nome do Dragão da Mulan (a melhor princesa Disney de sempre, e se acham o contrário, o que é que ainda estão aqui a fazer?).

Como já aqui escrevi este é o nosso primeiro gato, e ter um gato é completamente diferente de ter um cão. Posso adiantar algumas diferenças. Um gato faz as suas necessidades na caixa de areia. Um gato salta para sítios que jamais imaginarias. Um gato rapa a terra das plantas da minha mãe. Um gato gosta de arranhar. Um cão precisa de ir à rua. Um cão roí tudo. Um cão ladra alto para xuxu. Já perceberam a ideia, certo?

A sua primeira semana cá em casa foi uma animação. Subia as escadas até ao sótão mas depois miava para o irem buscar. Andava sempre atrás de nós e miava a pedir mimos. Passaram 6 meses e o Musho dorme aos meus pés, sabe quando estou mal e gosta de fiambre de frango. Continua com medo da água e já não mia a pedir ajuda, agora sobe para tudo o que é lado. Já partiu uns quantos tarecos e os cortinados da sala estão a precisar de ser renovados. Ah e a senhora minha mãe adora o gato.

 O Musho é um gato sossegado. O Musho só gosta de comida requintada, se for de marca branca não come. O Musho odeia  água mas adora ver a água a correr e passa horas a ver a àgua parada da sanita. O Musho adora deitar-se em cima de mim quando tenho pressa. O Musho é uma excelente companhia. Não sei se o Musho percebe mas a companhia dele acalma a minha dor.

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*