My Guilty Pleasure – Break Up Songs

My Guilty Pleasure – Break Up Songs foi escrito antes do S. Valentim e deveria ter saído nesse mesmo dia. Não aconteceu, mas não foi por isso que iria ficar guardado na gaveta. Sou uma pessoa que não tem um excelente gosto musical, os meus amigos podem provar esse facto. Acontece que dei conta que são mais as Break Up Songs que tenho como músicas favoritas do que as que me fazem saltar de alegria. Bati de frente com a realidade, sou fanática por músicas melosas.

Mas se há coisa que podemos observar, é na quantidade de músicas que são escritas a pensar em alguém, mas a verdade é que do bem também há o mau. Vejamos o exemplo da Taylor Swift, escreve sobre o novo amor mas também escreve sobre quem lhe partiu o coração. É ver e aprender. Não nos podemos esquecer da nossa Adele! Foi à conta de um cabrão de 1ª categoria que a fez saltar para a ribalta.

My Guilty Pleasure – Break Up Songs é só um post com músicas de partir o coração mas que devem ser cantadas bem alto numa viagem de carro, acreditem que a sensação é libertadora. Se calhar sou eu que não bato muito bem da cabeça e arranjei uma maneira de escrever um artigo para encher chouriços.

Não me importo da Carolina Deslandes

Quem mais começa a cantar esta música quando passa na rádio? A verdade é que esta música é de uma descontracção, a pessoa já esqueceu e o que mais quer é que a outra lhe desapareça da frente. Chega ao ponto de dizer que não se importa de levar com as culpas do rompimento. Tenho a sensação que alguém está a ler este texto e a gritar não! Sim Izzie, eu ouço Carolina Deslandes, canto  as músicas dela e não tenho vergonha!

Potencial Break up Song de Aly and AJ

Voltando aos meus tempos do liceu, quando cantava isto a pensar num futuro namorado que se iria esquecer dos meus anos (fun fact here). Acontece que a música até nem é grande coisa, mas o ritmo e o facto de elas terem “refeito” a música com asneiras, muda tudo. E sejamos honestas, na altura já trocávamos essas palavras.

Adieu  e N’appelle moi de Coeur de Pirate

Olha se não vinha lá música francesa para a lista. Adieu e Ne m’appelle foram ambas escritas pela Beatrice Martin e os videoclips são espectaculares. Ambas falam de traições, vinganças e o facto que nem uma amizade vai dar a volta.  

Someone like you da Adele

Foi graças a esta música que a Mme Adele ficou rica. Mas oh querida a mensagem que realmente queremos passar é – alguém como tu, arre livra-te – mas até se percebe. O rapaz devia ser atencioso para contigo e até não devia ser mau de todo. Olhemos para esta música como um término decente onde não se partiu loiça. Lamento informar que esta também faz parte da My Guilty Pleasure – Break Up Songs e mais, já cantei isto com sentimento em pleno Meo Arena, esperem, foi a Jéssica Beatriz do Vasco Palmeirim.

Love of my life  de Freddie Mercury

Ok, para mim esta música é uma break up song como também é a demonstração de amor mais fofa de sempre. Quem me dera a mim que tivessem acabado com uma música assim em vez de uma mensagem ranhosa. É a minha música favorita dos Queen, tem dias vá, mas Freddie escreveu para a sua Mary e fez de tudo para a não magoar. É possível que seja a única música decente no meu telemóvel.

Don’t Speak dos No Doubt

Dizem as más-línguas que esta era para ser uma Love Song escrita por Gwen Stefani, mas o namorado da altura terminou com ela e toca a alterar toda a letra da música. Graças a Deus, pois é daquelas músicas que o pessoal dos anos 90 conhece de uma ponta à outra. Não sei em relação a vocês, mas quando começa a dar os primeiros acordes musicais, desce em mim um Lady Tim e começa toda uma performance ( a minha vizinha deve adorar).

2 Comentários

  1. Excelentes sugestões 🙂
    Já agora, aproveito para te dizer que no perfil tens a hiperligação para outro blog vazio. Este blog aparece apenas do lado esquerdo, está mais escondido

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*