“I Owe you one”de Sophie Kinsella

“I Owe you one “de Sophie Kinsella conta-nos a história de Fixie, uma jovem que gosta de ajudar os outros, mas que se esquece de ajudar a ela mesma. Após perder o seu pai, Fixie passa a ajudar na loja da família, o que serve de consolo para a sua mãe, pois já o seu pai dizia – Family First. Já os seus dois irmãos, estragam mais do que a ajudam. Jack tem a mania das grandezas e a Nicole é uma stressada zen de 1ª categoria. Se não for a Fixie a fazê-lo, ninguém o fará. 

Na festa de aniversário da sua mãe, a mesma sente-se mal e precisa de repousar por uns longos tempos. Fixie encarrega-se de imediato da loja, mas… Jack, Nicole e o tio entram em acção.  

Tal como o nome indica “I Owe you one “de Sophie Kinsella, começa quando Fixie vai ao café da esquina e conhece um rapaz que lhe pede para tomar conta do seu computador. O tecto desaba e Fixie salva o computador.  Fico-te a dever uma diz ele e mais não posso contar.  

Confesso que não foi um dos melhores livros que li da Sophie Kinsella, este é o 5º livro que leio da autora e este foi o que mais me desiludiu.  

Sinopse Leya – Devo-te a Felicidade 

A personagem Fixie é irritante. Ela consegue ajudar tudo e todos, mesmo que isso a prejudique. Ingénua e infantil em certas situações “I Owe you one “de Sophie Kinsella, tornou-se num dos piores livros que li da autora. Apesar da personagem principal ir crescendo ao desenrolar da acção, a autora não conseguiu dar-lhe a maturidade suficiente. Um livro escrito à pressa, mas que não deixa de ser leve e simples para quem esteja com uma ressaca literária.  

“Does she have the courage to fix things for herself and fight for the life, and the love she really wants?” 

Mas se há coisa que a Sophie Kinsella faz ao leitor, é pô-lo a reflectir sobre algo, e a questão que ela nos coloca é – Seremos obrigados a ajudar a família sempre, mesmo que isso nos prejudique? Haverá uma maneira de dizer não sem os magoar? A minha opinião é que tudo é uma questão de qb. Podemos ajudar a família qb, pois há situações que nos compete ajudar, no entanto, há outras que não nos cabe a nós de encontrar soluções, ou de se quer pensarmos sobre elas. É uma questão ambígua, mas que nos deixa a pensar seriamente sobre ela. Mas será a Fixie capaz de o fazer? Terá ela a coragem de ir atrás dos seus sonhos? A resposta encontra-se em “I Owe you one “de Sophie Kinsella. 

Mas não deixem de se perguntar a vocês mesmos…. Seremos obrigados a ajudar a família sempre, mesmo que isso nos prejudique? 

2 Comentários

  1. Como é que posso juntar-me ao Gang das Bambinas? :$

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*