Ler Faz Bem,  Opiniões Literárias,  Penguin House

“O Tigre” de Joel Dicker

“O Tigre” de Joel Dicker é a história do livro que não venceu o prémio porque o júri duvidou da capacidade de escrita do Monsieur Dicker. Tinha apenas 19 anos quando escreveu este conto e o facto de ser tão jovem, não lhe foi atribuído o prémio. Mas o que tem esta história de tão bom que leve um júri a negar um prémio? Em 30 minutos de leitura, percebi que este é o melhor exemplo em que em poucas palavras há uma grande lição de vida. Quantidade não significa qualidade, não é verdade?  

A história ocorre em 1903 na Sibéria, onde aparece um tigre e ataca uma aldeia inteira, deixando para trás um cenário de terror e destruição. O governador pretende travar este tigre oferecendo uma recompensa a quem o matar. Ivan Levovitch, um jovem sem medos, parte à procura da besta para alcançar o grande prémio, mas como ele há muitos que movidos pela ganância perderam a batalha perante o tigre.  

Sinopse da Penguin Livros  

Ao longo do conto “O Tigre” de Joel Dicker percebemos até onde o homem é capaz de ir para alcançar a riqueza e como ele é movido pela ganância. Um final brilhante que nos apresenta uma lição de vida muito importante. É um pequeno conto, recheado de ilustrações, mas que não deixa de ser de leitura obrigatória.  

Este foi o meu 2º livro do autor e fui movida pelo meu irmão a lê-lo. Deixo aqui a opinião do “Enigma do quarto 622” que também tem um final peculiar.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.