Posts Recentes

#TimSemPudor

Desta não me calo

Alguém viu este documentário? Se não o viram deixo-vos aqui um pequeno excerto. Agora desculpem que a gritaria vai começar.Sim o Sócrates vai ouvi-las.
Sabias que há vida no Nordeste de Portugal? Ao que parece não sabes, é assim uma zona LARGA com muitas pessoas idosas mas ainda lá habitam. Eu sei muito bem que gostas do Algarve, mas há mais zonas sim?
Aqui só falta cimento, transcrevo que disseste, pois meu amor na tua cabeça também lhe faltam neurónios e tu não te queixas. Vai meter o cimento para outra zona, num sitio onde nunca o sol brilhou tá bem?
Cheira-me que sabotaste a linha para teres argumentos para destruir uma das linhas mais antigas e mais bonitas da Europa. A tua consciência está leve? Faleceram 3 pessoas e tu nada disseste, a não ser, vamos avançar com a barragem. Só naquela zona há mais barragens que no resto do país, queres mesmo que Portugal fique a nadar. Todos sabemos que o interior do país está cada vez mais deserto, pois bem com a construção de barragens as zonas habitáveis também desaparecem. Os idosos, caso não saibas, não fazem jogging como tu, precisam de transportes públicos para se dirigem ao centro da cidade. Não te esqueças que fizeste o favor de fechar grande parte das clínicas de saúde, fazendo com que os idosos se dirigem a Bragança, mas como é que eles vão? De táxi, não dão só cabo da reforma como também da pouca paciência que têm.
Podia continuar a escrever, mas o meu objectivo é mandar um calhau à cabeça do Sócrates, e manda-lo para sítios imaginários.
Episódios cá de Casa

Greve daquele transporte

Não dão justificação de faltas? Os outros transportes dão… A senhora é muito simpática —‘ ( A conversa com a senhora do metro mas de forma sinopse)

Manhã atribulada, não ter aulas é uma merda, até podia ter ido de carros, mas isso dá trabalho e gasto muita gasolina. Para não falar que agora vão fazer uma greve todas as semanas. Bonito –‘

Episódios cá de Casa

O senhor motorista

Já não é a primeira vez que me acontece. Chego à paragem e o motorista da minha camioneta mete-se comigo. Não tenho nada contra os vários senhores que me trazem a casa, mas incomoda a maneira como falam. Vou sempre sozinha na camioneta da 13h e os motoristas têm a mania de meter conversa. Somente respondo boa tarde e chega. Mas que mania têm os homens de se meter com a meninas? Hoje passei-me de todo.
Tim: Boa tarde.
Motorista ranhoso: Ninguém mandou a menina entrar.
Tim: Desculpe,mas como vi a porta aberta e já passa da hora pensei que já pudesse entrar.
Motorista: Pensou mal, já viu uma menina tão bonita a entrar para onde não deve.
Tim: Desculpe mas se não quer que entre eu saio e espero pela próxima sim?
Motorista: Entre lá, não quero que apresente queixa.

Conclusão: O motorista veio o caminho todo a reclamar e eu a ouvir música.

Devaneios da Tim

Os homens têm a vida tão facilitada

Sim é verdade e conclui esta frase após uma sessão de depilação.
Acabei de fazer o meu buço, questionei o facto dos homens puderem utilizar uma lâmina ou uma máquina para se barbear, enquanto que a mulher para não ter pêlo na cara, tem que sofrer horrores. Não seria tudo mais fácil se fizéssemos a barba? Poupávamos uns trocos e tempo.
Outro facto é a falta de paciência, não podemos ir às compras sem eles terem que soltar um ai! Já quando estamos a demorar na casa de banho, quase que rebentam com tudo e com todos. Na escolha de um filme, mostram-se valentes, mas durante a sua visualização lá soltam uma lágrimazita.
Se os homens fossem como as melhores amigas, serviam para mais coisas… Mas existem mulheres piores que os homens.

A minha caixa de Pandora

A minha caixa de Pandora #1

Todos sabem que é difícil expressar algo que nunca se sentiu. Dar a sua opinião a algo que nunca fez. Saber que somos ignorados por um simples facto físico. Não há pessoas iguais, pouco menos pensamentos. 
Viver o presente como se ainda fosse o passado, pensar no futuro mas não fazer nada em relação a ele. Agir como uma criança não leva a crer que a pessoa o seja. Soltar uma gargalhada. Sorrir. Chorar. Tudo faz parte da vida que estamos à procura. Parar não é morrer, mas sim pensar no passo que vamos dar a seguir. O querer absoluto faz-nos crescer. Não há mais nada para além da realidade. Quando não se o tem, invejasse, quando o temos, fugimos…
Não há mais nada do que o futuro, não saber o que virá é uma angústia…
Acabou-se os pensamentos, acabou-se a aventura, acabou-se o sentir…

Episódios cá de Casa

isto é normal?

Acabei de receber uma sms a dizer: 
Suposta amiga: Tim* vai ao famville da minha mãe e colhe as cenouras sff.
Suposta Tim* : NÃO QUERES MAIS NADA? TU ESTÁS A GOZAR COMIGO?
Suposta amiga: Não estou nada, apanha lá as cenouras senão ficam podres.
Suposta Tim*: Espera pelas próximas.

Mas o que é isto? Farmville? Favores? Nem penses.
Ando lá com paciência para colher cenouras –‘

Faculdade

Faculdade para que existes?

Aula de Cultura, foi onde eu não parei de rir desde o momento em que se ouviu ELAH, pois o texto que o docente apresentou tinha pénis e cagar em cima de pombos, um texto verdadeiramente bom. Mas o melhor estaria para vir quando o meu colega disse: Põe o pénis no contexto.  Já o meteste? Tens de o meter! Ok, o resultado não podia ser pior, pois soltei gargalhadas e não me consegui conter. Já em Gestão o docente diz: Ou é a cenoura ou o chicote? Isto fora do contexto. 
O que tenho a dizer é que a faculdade é um local de aprendizagem sexual, não é preciso mais, adoro o ambiente, adoro os meus colegas (quando estes estão calados nas aulas, pois eles estão sempre a falar que até que enerva um bocadinho). Mas afinal para que existe a faculdade? Para momentos inesquecíveis *   E não nos podemos esquecer de Gramática, onde o professor revelava coisas UI.

Episódios cá de Casa

Finalmente descobri

Ela: Quando vais à praia com um grupo de amigos, quem é que espalha o protector na costas? (Neste caso não há raparigas)

Ele: Apanho um escaldão.

Estúpido, tudo para não ser chamado de maricas. Põe em causa a saúde. Boa, os meus parabéns!
Dicas à la Tim

Regras de ouro para escolher um lugar na praia (II)

 – Bebés (pois eles podem lançar bombas ou até mesmo deitar cá para fora );

– Pessoas que comem de boca aberta (vá que não vá, vá lá comer para outro lado);

– Velhas que escarram para a areia (PORRA! É nojento);

– Vendedores ambulantes (não se percebe nada do que eles dizem);

– Jogos (o meu rabo não é nenhum alvo, sff tenham lá cuidado);

– Pessoas adormecidas (cama não?).

A 1ª parte está Aqui