Posts Recentes

Episódios cá de Casa

isto é normal?

Acabei de receber uma sms a dizer: 
Suposta amiga: Tim* vai ao famville da minha mãe e colhe as cenouras sff.
Suposta Tim* : NÃO QUERES MAIS NADA? TU ESTÁS A GOZAR COMIGO?
Suposta amiga: Não estou nada, apanha lá as cenouras senão ficam podres.
Suposta Tim*: Espera pelas próximas.

Mas o que é isto? Farmville? Favores? Nem penses.
Ando lá com paciência para colher cenouras –‘

Sem categoria

Faculdade para que existes?

Aula de Cultura, foi onde eu não parei de rir desde o momento em que se ouviu ELAH, pois o texto que o docente apresentou tinha pénis e cagar em cima de pombos, um texto verdadeiramente bom. Mas o melhor estaria para vir quando o meu colega disse: Põe o pénis no contexto.  Já o meteste? Tens de o meter! Ok, o resultado não podia ser pior, pois soltei gargalhadas e não me consegui conter. Já em Gestão o docente diz: Ou é a cenoura ou o chicote? Isto fora do contexto. 
O que tenho a dizer é que a faculdade é um local de aprendizagem sexual, não é preciso mais, adoro o ambiente, adoro os meus colegas (quando estes estão calados nas aulas, pois eles estão sempre a falar que até que enerva um bocadinho). Mas afinal para que existe a faculdade? Para momentos inesquecíveis *   E não nos podemos esquecer de Gramática, onde o professor revelava coisas UI.

Episódios cá de Casa

Finalmente descobri

Ela: Quando vais à praia com um grupo de amigos, quem é que espalha o protector na costas? (Neste caso não há raparigas)

Ele: Apanho um escaldão.

Estúpido, tudo para não ser chamado de maricas. Põe em causa a saúde. Boa, os meus parabéns!
Dicas à la Tim

Regras de ouro para escolher um lugar na praia (II)

 – Bebés (pois eles podem lançar bombas ou até mesmo deitar cá para fora );

– Pessoas que comem de boca aberta (vá que não vá, vá lá comer para outro lado);

– Velhas que escarram para a areia (PORRA! É nojento);

– Vendedores ambulantes (não se percebe nada do que eles dizem);

– Jogos (o meu rabo não é nenhum alvo, sff tenham lá cuidado);

– Pessoas adormecidas (cama não?).

A 1ª parte está Aqui

Dicas à la Tim

Estar na praia é como fritar panados.

Primeiro passas os condimentos necessários na bifana para dar sabor (protector solar na pele)
Segundo passas pelo ovo (água) 
Terceiro pelo pão ralado (areia) 

e por fim vai a fritar (esturrar na toalha).

Sim, eu odeio praia, pois não há coisa mais nojenta do que a areia, pois encontras um pouco de tudo. 

Dicas à la Tim

regras de ouro para escolher um lugar na praia:

  •  Não pode haver casais à marmelada (se o rapaz colocar a mão em zonas sexuais, faça o favor de fugir, pois ele irá limpar zonas eróticas da sua amada)
  • Não pode haver beatas no chão (o acto de fumar já é repugnante então fumar na praia e deixar lá as beatas ainda consegue ser pior);
  • Idosos com pêlos nas costas mas já a ver o rego ( simplesmente é nojento)
  • Idosas de biquíni (elas a qualquer momento podem tirar a parte de cima)
  • Cães (mas porque raio?)
  • Surfistas ( eles não têm conversas interessantes, só irás ouvir: Sim meu, as ondas estão altamente). 
  • Gajas de cor dita preta (Qual é a delas de ficar o dia todo a esturrar?)

Se não houver estes ditos imprevistos na praia, podes estender a tua toalha e fazer o que te der na gana. 

Episódios cá de Casa

Conversas do pé para a cova

Senhora de idade: Quando morreres não podes ir de calças!
Eu: Porque?
Senhora de Idade: Porque quando chegas ao céu, o S. Pedro levanta-te a saia e vê as tuas impurezas.
Eu: HAN?! Não é mais rápido as calças? É só baixa-las.
Senhora de Idade já passada comigo: NÃO! Tens de ir de saia e acabou. E não podes ir com as unhas pintadas.

Mas porque raio vou de saia? E porque raio estou a falar de como vou para o paraíso? Mas o mais importante, porque raio vai S. Pedro levantar as saias às senhoras? Cá para mim cheira-me a coisa porca. Mas a igreja tem segredos isso tem.

Dicas à la Tim

É isso ou pénis

O pénis é um bicho, do qual, as nossas opiniões variam:

As mulheres entre os 20 e os 30 ficam boquiabertas com o bicho e não vivem sem ele. É o brinquedo novo do qual não se querem separar.

Entre os 30 e os 50, a mulher já diz aquilo não passa de uma necessidade humana, da qual de vez em quando sabe bem satisfazer. Mas que pensa que: O homem só nos atrai através de um objecto sexual.

Dos 50 até à cova, a mulher só pensa nas maneiras de fugir do bicho, e já não pode ver o marido em casa, pois diz que o pénis já não faz maravilhas.

Isto é o que ouço quando desco as minhas escadas e tenho mulheres de todas as faixas etárias diferentes como tal as suas opiniões. 

Episódios cá de Casa

Arroz pica no chão

P’: Mãe, porque é que eu não posso comer arroz de chocolate?
M’: Isto não é arroz de chocolate!
P’: Não é justo, eu como arroz branco e tu comes arroz de chocolate.
M’: Então prova a ver se gostas.
P’: Não gosto.

Lá por ser castanho o arroz de cabidela, não significa que seja de chocolate.

Episódios cá de Casa, Pedaços da Tim

3-2

Ontem a noite apanhei o maior susto da minha vida, o meu irmão caiu das escadas abaixo. O barulho foi tal, que nós pensamos no pior. Cheguei a seu socorro e só pensei em agarra-lo, mas a minha mão na cabeça dele pressentiu o pior, estava cheia de sangue, as lágrimas de desespero escorriam tanto na minha cara como na cara da mãe. Liguei ao meu pai, pois este, estava no café e assim seria mais rápido que uma ambulância. 
Gelo e gritos! Chegamos as urgências e rapidamente o segurança viu que a situação era grave e que não podia demorar. O pai sendo um homem valente ficou cá fora à espera, já eu e a mãe entramos a correr para socorrer o miúdo. 
Já lá dentro o cheiro era intenso, como também os nervos no meu irmão. Foi rápido que o socorreram, mas o pior vinha ai, tinha que ser cosido e o meu irmão é um medricas, mas naquele momento tornou-se num homenzinho. O médico falou com ele calmamente e fez tudo o que ele lhe disse. A mãe não aguentou e teve que ficar à porta, já eu, não larguei o miúdo, o médico queria ver-me fora dali, dizendo que eu estava pálida (eu já sou branca por natureza, por isso não sei qual a diferença) e se queria água, mas fiquei ali, pensando que estaria eu na anatomia de Grey. O médico contou-lhe a história que quando também tinha a idade dele, também partira a cabeça, mas que o seu pai dera-lhe duas bofetadas e meteu-o o de castigo, o meu irmão sorriu e acalmou-se, ele confiou no médico e tudo correu bem. Nem  gritou com anestesia nem quando estava a ser cosido.
No fim deste episódio o meu irmão levanta-se olha para mim e diz: Tita ganhei-te! Tenho 3 pontos na cabeça e tu só tens 2. Claro que se riram. 
Fiquei um pouco enjoada, mas fiquei aliviada.
 No fim só reparei que estava rodeada de 3 gajos bons e que estava mal vestida –‘ (nada de importante, se o meu maninho está bem, está tudo bem).