• Dicas à la Tim,  Opiniões Cinematográficas

    10 perguntas que ficaram por responder em How i met your mother

    Fez ontem 3 anos que How i met your mother chegou ao fim. Muitos odiaram, outros mostraram indiferença. Agora é tarde para mudar mas ainda existem perguntas pelas quais espero uma resposta. 1. A mãe morreu de quê?  Matam a personagem pela qual esperámos 9 anos e dão-lhe uma morte muito xoxinha. Mas morre de quê? Pois aqui está um enigma tipo The Pineapple Incident, mas esse ainda teve resposta… 2. Mas quem será a mãe da criança? Eu sei lá. Será sempre conhecida pela #31. Os criadores podiam ter-se dado ao trabalho de escolher uma personagem random para fazer de mãe da criança. Ah ok, como não conhecemos a #7…

  • O que é bom é para se ver

    15 coisas que aprendi com How i met your mother

    Faz hoje 10 anos que o 1º episódio desta série foi ao ar. Não precisei de muito tempo para perceber que esta série seria a minha preferida. Apesar do último episódio ter sido um massacre, até que já aprendi a gostar dele. Qual é a minha personagem favorita? Não sei se diga. Ao longo destes 10 anos, How i met your mother ensinou-me muito e hoje partilho com vocês as lições que aprendi com o Gang. 1. Nada de bom acontece depois das 2 da manhã – É a mais pura das verdades. Se vais sair à noite o melhor a fazer é teres cuidado, depois das 2 tudo pode…

  • O que é bom é para se ver

    9 anos – How i met your mother

    Comecei a seguir a série em 2007 e a partir daí  apaixonei-me pelas personagens e pelas suas histórias. As aventuras do Barney, o melancólico do Marshal, a Robin Sparkles, a Lily Bitch e por último o Ted sonhador. Pode-se dizer que sou mesmo fanática pela série, mas já devem ter dado conta.  Confesso que invejo a amizade e a cumplicidade que existe entre eles, tanto dentro como fora do ecrã.  No entanto a série fez-me perceber muitas coisas. Um dia vou ter as minhas memórias e vou poder partilha-las com alguém especial, mas ainda tenho muito tempo para poder ter as minhas aventuras. Para muitos não passa de uma imitação da série…

  • Pedaços da Tim

    Assim foi o ano 2014

    Podia escrever aqui a viagem da minha vida, pois foi durante meses o meu pensamento. Podia escrever aqui as aventuras que tive com as minhas grandes amigas.  Podia escrever aqui muita coisa boa, mas estaria a mentir. Ah, não alcancei todos os meus objectivos… não fiz a viagem que tanto ansiava, mas o momento já passou, já perdoei, já me mentalizei que não me meto noutra.  Comecei o ano com um trabalho, acabo o ano sem nenhum. Nem emagreci nem engordei, fui mais vezes ao ginásio – ao menos não o deixei, mas também não visto o 38.  Li mais livros, mas não os 12 como tinha prometido a mim…

  • Pedaços da Tim

    50 factos sobre mim – Parte 1

    1. Adoro a chuva; 2. Nunca sai de Portugal; 3. Odeio ir ao cabeleireiro; 4. Adoro Pilates, apesar de o dia a seguir estar dorida; 5. Só deixei de roer as unhas aos 21 anos; 6. Adoro café; 7. Não uso maquilhagem, só mesmo em dias especiais ou em dias de trabalho (reuniões e afins); 8. Odeio mentiras; 9. Tenho um 6º sexto sentido que me diz se a pessoa é falsa ou não (afirmo isto, pois até ao dia de hoje, ainda não me enganei); 10. Sou viciada em Ugly Betty, How i met your mother e 2 Broke Girls; Não percam as próximas partes porque eu não sei mais o…

  • Ler Faz Bem,  Opiniões Literárias

    “The Bro Code” e o “The PlayBook”  

    Pensei muito antes de comprar “The Bro Code” e o “The PlayBook”, pensei tanto que só os comprei quando a série terminou. E não, não tenho só os livros. Também tenho um chapéu amarelo, que não o uso para não se estragar e porque é uma relíquia. Não sou fã do instrumento azul, sou #TeamYellowUmbrella.    Apesar de ser fã da série, tenho que vos confessar que para mim a série termina quando o Ted e a Mãe entram no comboio. A temporada final tinha tudo para dar certo, mas o fim… QUE MERDA FOI AQUELA? Esperámos 9 anos. Não aceito!  Não admito! Foi uma enorme falta de respeito para com…

  • O que é bom é para se ver,  Opiniões Cinematográficas

    7 séries que podiam voltar que eu não me importava

    Dei por mim a pensar nas séries que via e que com o tempo foram canceladas. Escrevi uma lista de 7 séries que podiam voltar que eu não me importava. Estarmos confinados em casa faz-nos sentir nostálgicos. Houve uma altura na minha vida, que todos os dias depois do jantar passava na tv uma série decente, chamemos-lhe a “Golden Era” da Fox Portugal. Agora, somos convidados pelas plataformas digitais (Netflix, HBO e companhia) a ver uma série completa num dia. Sejamos honestos, evoluímos bastante e a qualidade também. Houve séries que tiveram oportunidade de voltar com episódios especiais ou até aos cinemas, algumas foram esquecidas, mas que lá no fundo…

  • Devaneios da Tim

    Daqui a 15 dias faço 25 anos…

    Todos os anos faço uma lista de prendas que gostaria de receber nos meus anos, e este ano não é excepção, cá vai disto: Qualquer clássico, desde que seja em capa rija. Esta edição está linda. A trilogia do Back to the Future! A 6ª temporada de HIMYM… a que me falta. Sai no dia 30/10… Dia dos meus anos! Qualquer coisa do Tintin Esta t- shirt para Pilates! Ou uma com a referência aos devaneios da Tim. Um chapéu amarelo O filme “Os bem-amados” O filme “A espuma dos dias” Uma caneca do Game of Thrones De momento não estou a ver mais nada, mas se me quiserem surpreender,…

  • Pedaços da Tim

    Objectivos 2015

    Ainda estou para saber como é que me meti nestas coisas dos objectivos. Se realizei mais de meia dúzia já foi muito, e isso deixa-me chateada. Vocês fazem este tipo de lista e depois ainda verificam no final do ano? Gabo-vos a paciência.A minha lista está ali ao lado e até me enerva.  Agora que já comecei a escrever este post mais vale fazer a lista para 2015, não é? Siga… * Perder 10 kgs e 5 cm de cintura; * Arranjar emprego/trabalho; * Chegar aos 500 seguidores no blogue; * Ler 20 livros e escrever a crónica “Ler faz bem”; * Partilhar mais dicas da dieta e receitas, como também escrever mais…

  • Devaneios da Tim,  Pedaços da Tim

    Será 2014 o ano?

    Tenho andando a pensar em resoluções para 2014, mas pergunto-me para quê. 2013 foi de alegria e de tristeza, não posso dizer que foi um ano positivo, porque na realidade sofri em certos momentos e com certas pessoas. No entanto, surgiu uma oportunidade de estágio que se tornará em breve em trabalho, pelo menos assim o espero. Foi também em 2013, que comecei a dar importância ao meu “eu”, a fazer coisas por mim, e a tirar partido de mim. Descobri que gosto de dançar, embora muito mal, e aprendi a gostar de desporto. Conheci pessoas novas. Aprendi a comer de forma saudável.  Aprendi muito e não aprendi nada, mas todos…