“Nos sapatos de Valéria“ de Elísabet Benavent

Sexo y la Ciudad é assim que se apresenta “Nos sapatos de Valéria “ de Elísabet Benavent. Valéria, Lola, Carmen e Nerea são 4 amigas à solta pela cidade de Madrid. Álcool, sexo, mas sobretudo amizade.

Valéria está casada com Adrian há 6 anos, mas a sua vida sexual já teve melhores dias. Sempre sonhou ser escritora, e agora que lançou o seu primeiro livro “Oda” sofre de síndrome de impostora. Todos pensam que está a escrever o seu segundo livro, mas na realidade, ainda nem o começou… até ao dia que encontra inspiração no moreno de olhos claro, Víctor.

Lola é a ninfomaníaca do grupo. Sempre pronta para falar de sexo e para partilhar as suas aventuras loucas. Ela é aquela amiga que todas queremos ter, mas não admitimos. Apesar das suas pancadas, Lola é leal e faz de tudo pelas suas amigas. Sim, é a Samantha espanhola!!!

Carmen é tímida e não sabe ser de outra forma. Uma óptima trabalhadora, mas que se deixa intimidar pelo seu patrão. Acreditem que se ela pudesse, arrancava-lhe os tomates! Carmen também é romântica e acredita que o amor da sua vida está ao virar da secretária. Falta-lhe a coragem, mas terá a ajuda das suas amigas para o conquistar.

Nerea é um cubo de gelo. Nem para as suas amigas é capaz de derreter. Se algo sai da linha, ela é a primeira a opinar. Com medo dos falatórios, Nerea é uma menina às direitas. Para ela, sexo não é tema de conversa. Já se percebeu que é a mais ajuizada do grupo.

Sinopse Gosto de Ler

Livre, leve e solto. Li este livro na altura certa. Precisava de me animar e há muito tempo que não lia até adormecer com o livro na cara. Apesar de ser parecido com o Sexo e a Cidade, as protagonistas têm novos desafios, um deles referente à traição sem culpa. Valéria é considerada a personagem principal, mas para mim quem ganha destaque é Lola. Fiquem a saber que Elísabet Benavent proporcionou-nos um Diário de Lola.

Este livro é perfeito para as férias ou para uma quarentena desanimadora.  “Nos sapatos de Valéria” de Elísabet Benavent, nada é perfeito, nem mesmo as amizades. Esta grupeta anima qualquer leitor e deixa-nos de sorriso nos lábios.

No entanto, “Valéria ao espelho” foi uma desilusão para mim. A escritora focou-se na parte sexual da Valéria, deixando para trás as amigas. Cheguei mesmo a pensar que o sexo seria só para encher páginas por falta de criatividade. A personagem Valéria tornou-se aborrecida e por vezes cansativa de tanto “quero e não quero” ou “não sei o que fazer à minha vida”. Recordou-me a sensação que tive ao ler o livro “Comer, Orar e Amar” de Elizabeth Gilbert.

Apesar de tudo, gostei do 1º livro e se compararmos com a série que está disponível na Netflix… Não gostei tanto. A série dá outro destaque às amigas, chegando a mudar o registo das mesmas. E o final da série… Ai que nervos. MAS! A série é tão boa como o 1º livro, vamos lá ver o que fazem na 2ª temporada, porque o 2º livro deixou muito a desejar.

Não tenciono continuar a saga se a mesma não for traduzida. Tenho pena, porque gostava de saber como acaba a Lola, mas pode ser que até lá mude de ideias.

Um Comentário

  1. Confesso que os desconhecia por completo! Mas deixaste-me curiosa com o primeiro 🙂

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*